Vereadores de Ituporanga aprovam instalação de CPI

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito, criada para investigação de obras realizadas pela empresa JMK Artefatos de Cimento na cidade de Ituporanga entre os anos de 2014 a 2016, foi aprovada por unanimidade na sessão de segunda-feira (10). Entre as obras realizadas pela empresa JMK Artefatos de Cimento de Aurora estão duas ruas no Loteamento Girassol que constam como calçadas e a obra não foi realizada. Segundo o vereador autor da indicação que culminou na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Marcelo Machado (PP) o objetivo era a criação de uma sindicância para investigar as supostas irregularidades nas obras que foram realizadas pela empresa do atual vice-prefeito de Aurora Alexsandro Kohl, Xandão, em Ituporanga entre os anos de 2014 e 2016.

“O regimento não permite a criação de sindicância na Câmara de Vereadores, então, optamos pela instalação da CPI, e em um ato de imparcialidade, todos os 11 vereadores assinaram, porque aqui eu entendo que todos estão com o intuito de que os fatos sejam realmente apurados e que a verdade venha à tona”, explicou o vereador. O primeiro passo a partir de agora é a contratação de uma perícia técnica, de uma empresa especializada, para fazer o levantamento de todos os contratos firmados pela JMK Artefatos de Cimento com a Prefeitura de Ituporanga.

O Presidente da Câmara de Vereadores Adriano Coelho (PP) colocou a estrutura da Casa a disposição bem como também o orçamento necessário. “Solicito que as bancadas se reúnam e informem o nome dos membros e suplentes para que se iniciem os trabalhos de investigação já nas próximas sessões. Coloco a inteira disposição o orçamento necessário para realização da CPI bem como a estrutura da Câmara de Vereadores de Ituporanga”, afirmou o vereador. O vereador Leandro Heinzen (PSB) comentou que a CPI para muitos é um bicho de sete cabeças, mas que a comissão nada mais é do que uma investigação mais aprofundada sobre determinado assunto.

“Acho que se realmente existem irregularidades é preciso investigar e a população precisa ser informada, é nosso dever aqui como vereadores”. Marcelo Machado afirmou que a CPI é algo sério e que foi instaurada para que a verdade prevaleça e que a população será a primeira a saber sobre todo e qualquer problema durante a investigação. “A CPI tem a fama de que sempre acaba em pizza, aqui em Ituporanga vai ser diferente, pode ter certeza que todos os 11 vereadores trarão as respostas necessárias a sociedade. Se tudo estiver dentro da legalidade ela será arquivada, caso contrário, serão tomadas as medidas legais e cabíveis”, finalizou o vereador.

 

Comentários