TAIÓ: Vereadores pedem substituição de médico “campeão de atestados”

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Vereadores do município de Taió pediram esclarecimentos da Secretaria de Saúde e da Administração sobre as constantes faltas do profissional médico que atende o ESF da localidade de Passo Manso. Na semana passada, os vereadores Ademir Valle (Biro) do PSD, Klaus Dieter Diel (PMDB) e Joel Macoppi do PP, relataram situações vividas por usuários do “postinho”. A unidade é a que atende a população mais distante em relação ao centro da cidade e as repetidas faltas do médico, está deixando os moradores descontentes. Em resposta, o médico Eduardo Rubim Schwab Leite usou seu perfil do Facebook para esclarecer um problema de saúde que vem enfrentando há cinco anos.

“Em 2012, sofri uma queda dentro da unidade de saúde, na época, tive apenas uns dias de dor, ignorei o fato e segui trabalhando como sempre, mas a dor não cedia, então tive que ir a consulta médica e exame em Florianópolis (De carona com o carro da saúde), feito uma ressonância e confirmado um início de hérnia de disco nas vértebras lombares. Na época foi protocolado um pedido de transferência para uma unidade de saúde mais próxima pois a que eu estava designado me obrigava a trafegar por estrada de chão, o que pioraria o meu quadro clínico, este pedido foi negado pelo prefeito da época pois ” eu era imprescindível naquela localidade”.

E continuou: “Em 2014, nova crise, nova ressonância com o resultado de piora do meu quadro clínico, novamente solicitado transferência e novamente negada pelo secretário de saúde pois não havia onde me locar. Agora em 2017, novamente piora do quadro clínico, com episódios de dor e limitação dos meus movimentos. Com um diferencial que agora estou com lesões definitivas. Me pergunto e aos críticos de plantão, de quem é a culpa? Como vêem, é fácil criticar, difícil é apurar os fatos. Aos que quiserem comprovar, tenho as cópias de todos exames feitos e inclusive os pedidos de transferência”.

Na sessão desta segunda-feira, 17/07, o vereador Klaus Dieter Diel pediu ao prefeito Almir Guski que investigue o médico, que segundo ele é o “campeão de atestados”. Dieter voltou a questionar a situação depois que mesmo médico ameaçou “processar” os vereadores que pediram informações sobre o servidor. Klaus também questionou a licença médica dado à companheira de Eduardo Rubim Schwab Leite, que assinou o atestado de 90 dias para a própria namorada. “Eu questionei que tanto o médico como a sua companheira estavam de atestado e era algo que precisava ser visto. E depois vejo publicação em rede social, que ele quer nos tirar o mandato, que venha e se candidate a vereador e chegue numa cadeira dessas”.

Klaus disse que não questionou o problema de saúde do médico e que a falta do profissional causaria transtornos no postinho. Já o profissional disse em rede social que vai entrar na justiça contra os vereadores, Klaus questionou essa atitude. “Se nossa atribuição como vereador, de fiscalizar for punida, ou ameaçada através de meios de comunicação, que me tirem daqui logo. Porque essa é a atribuição do vereador, de fiscalizar, e principalmente o funcionário público, não só um, mas todos”. O vereador foi além e comparou o caso aos entraves que o município sofre. “O que cada um de nós está fazendo para que Taió cresça?, chega de tanto atestados, vamos trabalhar”, finalizou Dieter.

Ouça o áudio>

 

Comentários