Rio do Campo: Abuso sexual infantil em debate

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A comarca de Rio do Campo realizou, no decorrer do mês de julho, palestras e rodas de conversa sobre a questão da violência sexual infantil. Com o título “Abuso Sexual Infantil: o papel da escola na identificação dos sinais e devidos encaminhamentos“, as palestras visaram dar apoio aos profissionais da educação na identificação de sinais de comportamento apresentados por crianças vítimas desse tipo de agressão, assim como orientar professores para a tomada das providências cabíveis em cada caso.

Os trabalhos são conduzidos pela oficiala da Infância e Juventude da comarca, Méri Luci Bodemüller (foto), que tem formação em psicologia e experiência no atendimento a vítimas de violência sexual.

As palestras abordaram temas como o conceito de abuso sexual, sinais, sintomas e alterações de comportamento apresentados pelas vítimas, perfil do abusador, o estupro de acordo com o Código Penal e canais de denúncia.

O papel do professor diante dessa situação e métodos de abordagem às supostas vítimas, assim como o sigilo profissional, também foram questões levantadas pela palestrante. A importância da denúncia pelo profissional da educação foi colocada em destaque, mesmo em caso de suspeita, tendo em vista que a confirmação do crime fica a encargo dos peritos.

O público-alvo foram os professores dos centros educacionais infantis e escolas dos municípios de Rio do Campo e Santa Terezinha. Outras instituições ainda participarão desse trabalho, conforme disponibilidade.

 

Comentários