Situação das rodovias federais de SC

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Apesar do apelo por redes sociais, a paralisação de caminhoneiros em rodovias de  Santa Catarina começou fraca, mas poderá ganhar força até a noite. Os atos fazem parte de uma mobilização nacional contra o aumento de combustíveis.

A maior concentração foi na rodovia BR 116 em Santa Cecília, que foi interditada para caminhões, no início de manhã,  nos dois sentidos do km 133. O trânsito foi liberado perto do meio dias e voltou a ser bloqueado no início da tarde. Segundo o comando da  Polícia Rodoviária Federal (PRF), o tráfego estava bloqueado somente para caminhões, que estavam parando às margens da rodovia.

A PRF afirmou a que os veículos ficaram no acostamento e alguns manifestantes abordaram outros caminhoneiros nas pistas. Cerca de 150 caminhões ficaram parados no acostamento. Conforme a empresa que administra a rodovia, as manifestações começaram sem bloqueios na BR-116, no km 184 em São Cristóvão do Sul, no entroncamento com a BR-470, e no km 245 em Lages, no entroncamento com a BR-282.

Já na rodovia BR-101, os caminhoneiros protestam em Itajaí. A Autopista Litoral Sul, empresa concessionária obteve decisão judicial que determina punição aos manifestantes que bloquearem a rodovia. Também houve um pequeno protesto na rodovia BR 470 em Rio do Sul, quatro pessoas tentaram impedir o fluxo de veículos, mas foram abordados por policiais rodoviários federais.

As manifestações estavam programadas para os seguintes locais:

– BR 116, km 133, Santa Cecília.
Bloqueio somente para caminhões,  que estão parando às margens da rodovia.

– BR 116, km 245, em Lages. Entroncamento com a BR 282 (trevo do Ampessan).

– BR 470, km 140, em Rio do Sul.

– BR 101, km 116, em Itajaí.    

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários