Concluídos trabalhos de recuperação em Agrolândia

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Trabalhos de recuperação dos estragos causados pela enxurrada foram praticamente concluídos

A enxurrada que atingiu o município de Agrolândia no dia 4 de junho deixou uma série de estragos e prejuízos, principalmente em relação a pontes e estradas. Outro problema foi registrado ao longo do Rio Trombudo que, devido à forte correnteza, em vários pontos ele teve o curso alterado. Situações que exigiram muito trabalho das Secretarias de Infraestrutura e Agricultura. Operários e máquinas foram deslocados para os locais mais afetados com a tarefa de executar as obras de recuperação.

Entre junho e julho muita coisa já foi feita. É o que mostra um levantamento divulgado nesta semana:

RIO: obras voltadas à retomada do curso e melhorias nas calhas foram feitas em vários pontos. Por exemplo: no trecho do rio próximo às ruas Alberto Koepsch e Castelo Branco e nas imediações da ponte do bairro Três Barras. Esse trabalho foi necessário também em alguns trechos da área central da cidade.

PONTES: A recuperação de pontes e pontilhões ainda exige muita atenção das secretarias. Segundo o relatório, trabalhos já foram executados em mais de 15 pontes, atendendo a  Serra dos Alves, localidade bastante atingida pela enxurrada, e as Furnas do Noda e do Otto Bertelli. Também na Serra dos Alves teve recuperação de cabeceiras nas pontes da Estrada Geral. Na Furna do Paraíso foram recuperadas duas pontes e um bueiro e na Furna dos Lúcios uma travessa. Obras em pontes foram realizadas também na localidade de Ribeirão do Tigre, Centro e Serra Velha.

ESTRADAS: nas estradas foram feitos trabalhos de limpeza, patrolamento e aplicação de cascalhos. As atividades também ocorreram em várias Furnas, no Ribeirão das Pedras, na Rua Joinville e na Estrada Geral do Rio Bonito.

CENTRO: Na área central foram feitas manutenção e limpeza das ruas, manutenção do Parque da Fecol (roçadas, podas das árvores e limpeza), consertos e manutenções nos prédios públicos. “Muita coisa já foi feita, mas o trabalho continua. Temos, por exemplo, a ponte do Centro que foi bastante danificada. A busca por recursos acontece desde junho, junto a Defesa Civil Estadual e o Governo Federal. Contamos também com o apoio dos deputados aqui da região”, ressalta o prefeito Urbano José Dalcanale.

Comentários