Projetos para captar recursos ultrapassam R$ 70 milhões em Rio do Sul

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Montante administrado nestes meses de 2017 é maior do que os recursos solicitados nos últimos 10 anos

O Departamento de Captação de Recursos e Projetos da Prefeitura de Rio do Sul foi reestruturado no início do ano e vem trabalhando intensamente. O seu bom desempenho é comprovado pelos números: em 2017 já foram gerenciados pelo setor R$ 72.623.687,10 em pedidos de recursos, enquanto que de 2007 a 2016 o valor total de projetos cadastrados pelo município foi de R$ 64.065.095,34.

O departamento, vinculado a Secretaria de Gestão de Governo (SEGOV), gerencia todos os projetos para captação de verbas cadastrados pelo município. A chefe da Divisão de Cadastramento de Recursos, Keiter Kuhnen, explica que assim o controle das propostas fica mais fácil. “As secretarias podem fazer solicitações de recursos para o Estado e União, mas com a nossa atuação, fazemos o monitoramento de cada pedido, atentando para prazos e envio de documentos”.

Até o ano passado, este trabalho era feito por dois servidores e por colaboradores das secretarias, o que acabava dificultando o controle e a efetividade dos pedidos de recursos. Hoje o Departamento de Captação de Recursos e Projetos conta com cinco pessoas com funções específicas.

“Cada um de nós tem uma atribuição diferente no gerenciamento dos projetos. Isso garante que o trabalho seja feito de forma mais organizada e eficaz. Ao mesmo tempo sempre buscamos trocar conhecimento e entender as atribuições dos colegas”, ressalta Keiter.

Das 30 propostas cadastradas até agora em 2017, sete foram aprovadas garantindo ao município R$ 2.393.626,25 em recursos. Os valores contemplam projetos nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e esporte.

O secretário da SEGOV, Cristian Stassun, destaca a atuação do Departamento de Captação de Recursos e Projetos, que vai ao encontro dos objetivos do governo do prefeito José Thomé e do vice Paulo Cunha. “Nós profissionalizamos a gestão dos projetos, direcionamos os servidores para um trabalho mais efetivo, o que garante eficiência na captação de recursos e reflete na qualidade dos serviços oferecidos pela Prefeitura a população”, enfatiza.

Comentários