IBGE confirma redução da população em oito cidades do Alto Vale

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

 

Mirim Doce, tem a menor população do Alto Vale

As Estimativas de População dos municípios, divulgadas hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), mostram que quase um quarto dos 5.570 municípios brasileiros (1.378 municípios) tiveram redução populacional. Além disso, em mais da metade deles (2.986), as taxas de crescimento populacional foram inferiores a 1%, e em apenas 258 municípios (4,6% do total) o aumento foi igual ou superior a 2%.

Dos 28 municípios do Alto Vale, oito tiveram a população reduzida, em comparação aos dados anteriores. Vidal Ramos, Presidente Nereu, Santa Terezinha, Atalanta, Petrolândia, Rio do Campo, Vitor Meireles e Mirim Doce. Já os municípios de Lontras, Pouso Redondo e Presidente Getúlio tiveram um aumento populacional que ultrapassou 1,50%, foram as cidades que mais cresceram em número de habitantes.

Rio do Sul continua sendo o município mais populoso do Alto Vale com uma população de 69.1188 pessoas e Mirim Doce, o menos populoso com 2.374 habitantes. Em Santa Catarina, os três municípios mais populosos continuam sendo: Joinville (577.077 habitantes), Florianópolis (485.838 habitantes) e Blumenau (348.513). Santiago do Sul o menos populoso, com 1.317 habitantes. 0s dados foram divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira, 30/08 e publicados no Diário Oficial da União.

Os dados do IBGE apontam que a redução populacional concentra-se, principalmente, no grupo de municípios com até 20 mil habitantes (32,5% ou 1.236 municípios). Por outro lado, aqueles com mais de 100 mil a um milhão de habitantes tiveram a maior proporção de municípios com crescimento acima de 1% (45,5% ou 133). Embora a população do país tenha crescido cerca de 1,6 milhão de pessoas entre 2016 e 2017, passando de 206,1 milhões para 207,7 milhões, a taxa de crescimento populacional (0,77%) vem desacelerando, nos últimos anos, em razão principalmente da queda na taxa de fecundidade.

Com isso, a projeção demográfica estima que daqui a 26 anos (entre 2042 e 2043), a população vai atingir seu limite máximo (228,4 milhões), e passará a decrescer nos anos seguintes. A estimativa populacional dos municípios é calculada a partir das Projeção de população dos estados, que leva em conta as taxas de fecundidade, mortalidade e migração, acrescida da tendência de crescimento populacional, verificada pelos Censos Demográficos 2000 e 2010.

Gráfico: Daniel dos Santos

 

 

 

 

 

 

Comentários