Donos de Amarok vão receber R$ 64 mil

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Volkswagen  do Brasil foi condena a pagar R$ 1.092.648.000 em danos materiais e morais. Foi o que determinou o  juiz da 1ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Alexandre de Carvalho Mesquita. O montante será quase todo destinado a 17.057 proprietários da picape Amarok 2.0 TDI, produzidas na Argentina e vendidas no Brasil entre 2009 e 2013. Cada um deles receberá R$ 54 mil por danos materiais e outros R$ 10 mil por danos morais.

z também determinou um valor de R$ 1 milhão a serem destinados ao Fundo Nacional de Defesa do Consumidor.

A VW do Brasil já havia sido condenada pelo Ibama em R$ 50 milhões por ter vendido no Brasil o mesmo motor considerado fraudulento na Europa e nos EUA. As mais de 17 mil unidades da Amarok, aliás, já foram convocadas para um recall em abril.

A montadora ainda pode recorrer da decisão, mas o assunto não deve ser encerrado tão cedo. O Ibama ainda investiga se unidades recentes da Amarok (após 2013) também foram equipadas com o software fraudulento.

Após a publicação, a Volkswagen divulgou a seguinte nota:

A Volkswagen do Brasil vai recorrer desta decisão judicial, que considera incorreta.

Em junho de 2017, a Volkswagen já recorreu da decisão do Ibama referente ao tema, uma vez que medidas técnicas provaram que o software não altera os níveis de emissão da Amarok comercializada no mercado brasileiro. Portanto, os carros envolvidos atendem a legislação brasileira mesmo antes dos referidos softwares serem removidos destes carros.

A Volkswagen convocou os modelos Amarok para substituir o software da unidade de comando eletrônico do motor, com objetivo de recuperar a confiança de seus consumidores. O recall teve início no dia 3 de maio de 2017 e envolve um total de 17.057 veículos.

Com informações da 4 rodas

Comentários