Duplicação da BR-470 com menos recursos

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), confirmou à Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), que o governo federal pretende investir R$ 50 milhões na duplicação da BR-470/SC em 2018. No portal do DNIT, estão previstos R$ 870.000.000,00 para continuação de obras federais de infraestrutura em Santa Catarina.

A proposta orçamentária para as ações em Santa Catarina do DNIT, estão longe da previsão ideal. O valor foi incluído no projeto de lei orçamentária (LOA) em tramitação no Congresso Nacional. É o menor valor proposto pelo Poder Executivo, desde 2014, para as obras de adequação do trecho rodoviário entre as cidade de Navegantes e Indaial.

BEM NA FOTO

A diminuição dos recursos e a campanha “Sem duplicação não tem reeleição”, organizadas por entidades empresariais, fez o deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB), se agilizar. Ele se antecipou e organizou uma audiência com prefeitos do Vale do Itajaí para mostrar o “esforço” em prol a BR 470.

Peninha aproveitou uma audiência para tratar da continuidade das obras na BR-470, com prefeitos do Alto Vale do Itajaí, no inicio do mês, com o próprio Presidente Michel Temer e o ministro Dyogo Oliveira, para questionar os valores previstos para a duplicação. Segundo Peninha, estão empenhados R$ 50 milhões para as obras de alargamento da rodovia neste ano e mais R$ 50 milhões para 2018.

“Se houver alterações neste montante, serão para incrementar o orçamento, não para diminuir”, afirmou o ministro. Na avaliação de Peninha, o valor precisa ser maior: “O recurso anunciado pode ser satisfatório para manter as máquinas funcionando, mas não é o bastante para pagar as indenizações das desapropriações às margens da pista”.

PENINHA SATISFEITO

Apesar de o repasse ser inferior ao desejado pelo deputado, ele saiu satisfeito do encontro. “Santa Catarina já está farta de tanta promessa. Acredito que, dessa vez, conseguiremos desenterrar a cabeça de burro que existe sob a BR-470. O Presidente da República deu o aval para agilizar as obras, o ministro do Planejamento carimbou os recursos, resta à bancada catarinense em Brasília cobrar a execução dos trabalhos”, salientou.

Além de solicitar incremento do orçamento destinado à rodovia, o parlamentar catarinense pediu também que sejam asseguradas verbas para a manutenção e melhorias pontuais nos trechos onde a duplicação ainda não está prevista. Estima-se que circulem pela BR-470, no trecho do Alto Vale, cerca de 20 mil veículos por dia. A estrutura, no entanto, foi projetada para comportar apenas 4 mil automóveis, ônibus e caminhões.

 

Comentários