Gered de Taió conclui curso sobre Educação Inclusiva

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE), da Gerência de Educação de Taió, promoveu no dia 31 de outubro, no auditório da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), o 2º Seminário sobre Práticas Inclusivas no Ensino Regular. O seminário marcou o término do curso que teve como tema: Subsídios Pedagógicos e Tecnológicos para Educação Inclusiva no Ensino Regular.

No seminário, os professores puderam trocar ideias de materiais didáticos de produção própria para aplicação em sala de aula com os alunos com deficiência.  A cursista Rosana Aparecida França disse que foi muito bom interagir com os demais colegas e socializar um pouco sobre a prática docente.  Já a cursista Otília Tambosi afirmou que o curso levou a refletir ainda mais sobre a prática docente e o olhar para uma criança com necessidades especiais.

Conforme a orientadora da capacitação e especialista em Educação Especial da ADR, Nadir Ângelo da Silva, os educadores tiveram a oportunidade de pesquisar em seus ambientes de trabalho quais as condições de acessibilidade disponíveis aos alunos com deficiência e também, pesquisar quais escolas possuem a sala de Atendimento Educacional Especializado (AEE) e os recursos disponíveis nestas salas.

O curso teve 60 horas de formação para professores da rede estadual e municipal de ensino, sendo dois encontros presenciais e o restante à distância, utilizando a plataforma do e-Proinfo.

Para o gerente de Educação Moacir de Melo, a melhoria dos índices que medem a qualidade da educação passa obrigatoriamente pela capacitação dos docentes. “A qualificação dos professores é indispensável no mundo contemporâneo, visto que a sociedade do conhecimento está em constante transformação. A educação de qualidade acontece por meio dos profissionais atualizados e comprometidos. A grande procura por cursos de formação que realmente têm a acrescentar só demonstra a preocupação de nossos docentes em estar preparados para os desafios da sala de aula.”

A multiplicadora do NTE, Vânia Fuchter Petris, falou que novos cursos estão sendo preparados para o primeiro semestre de 2018. “Para o próximo ano, as capacitações vão abranger as áreas disciplinares como Língua Portuguesa, mas também terão temas interdisciplinares, como as mudanças curriculares e indisciplina”. Vânia salientou ainda, que os novos projetos de formação são pensados conforme a demanda dos docentes. “Quando vários profissionais da educação demonstram interesse por temas pedagógicos importantes que tenham necessidade de estudo, o NTE poderá promover parcerias e desenvolver o projeto de formação para contemplar esta demanda”, concluiu.

TEXTO: Estela Stange Purnhagen

Comentários