Projeto treina comunidades para monitorar situação de rios

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Acontece nesta sexta-feira (10), em Camboriú, ota Atlântica e Água em Santa Catarina, voltado à formação de multiplicadores ambientais para recuperação e preservação dos rios no Estado. A atividade integra o Projeto Rios, lançado em setembro deste ano e que congrega diversas entidades e organizações. O objetivo é envolver comunidades e grupos organizados na luta pela preservação dos rios.

As inscrições estão disponíveis gratuitamente no e-mail [email protected] ou no site www.asafloripa.org.br.

O presidente do Fórum para Preservação do Aquífero Guarani e das Águas Superficiais, deputado Padre Pedro Baldissera, explica que o Projeto Rios iniciou na Espanha e depois foi adotado na França e em Portugal, há mais de uma década. A metodologia de trabalho inicia com a formação de uma equipe, com no mínimo quatro pessoas da comunidade, que vai “adotar” um trecho de um rio ou córrego. Depois do contato com o Projeto, esta equipe conta com uma cartilha que orienta os procedimentos que devem ser implementados nas visitas realizadas no trecho do rio adotado.

Na visita, a equipe realiza um diagnóstico simples do rio, identificando a cor e o cheiro da água, a presença de animais e plantas, possíveis contaminações, ameaças, ligações de esgoto clandestinas e coleta amostras.

A partir disso, são listados os principais problemas encontrados no rio. “Esta equipe, junto da comunidade e de entidades ambientais, como os comitês de bacias, definem então as medidas para proteção do rio. E temos as mais variadas ações, desde conscientização até ações objetivas, como a recuperação da mata ciliar, com plantio de árvores, a limpeza e a fiscalização de casos de poluição”, explica Padre Pedro.

A programação do Seminário inicia com o professor Dr. Ademir Reis, na palestra Biomas da Mata Atlântica e Águas e segue para a apresentação da metodologia do projeto Rios. Durante a tarde acontece a oficina de formação de monitores e multiplicadores, com ambientalistas e integrantes do Comitê Tijucas/Biguaçu.

O Projeto Rios em SC tem a organização da CNBB Regional Sul 4, Arquidiocese de Florianópolis, Cáritas, Ação Social Arquidiocesana (ASA), Escoteiros de Santa Catarina, Movimento dos Atingidos por Barragens, Comitês de Bacias, Comitê Tijucas Biguaçu e Fórum para Preservação do Aquífero Guarani e das Águas Superficiais.

Serviço
O quê: Seminário Biomas da Mata Atlântica e a Água em SC – Formação de Multiplicadores Ambientais;
Quando: Sexta-feira – 10 de novembro (programação abaixo);
Onde: Rua Manoel Anastácio Pereira – Centro – Salão Cristo Rei – fundos da Paróquia de Camboriú/SC


Programação
8h30 Acolhida/café partilhado
9h – Abertura – Mística / Composição da Mesa
9h 30 – Biomas da Mata Atlântica e Águas Prof. Dr. Ademir Reis – UFSC
11h 30 – Metodologia do Projeto Rios – Fernando Anísio Batista – ASA
12h – Almoço comunitário
13h – Oficina do projeto Rios
Painelistas Aline Luiza Tomazi; Isadora Zinnke;Tiago Manenti Martins; e William Wollinger Brenuvida
Visita In Loco no Rio Camboriú
Debate e encaminhamentos
17h – Encerramento

 

Comentários