Fechamento da Barragem retrai nível do rio

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Moradores, agricultores e usuários das terras do entorno da Barragem Oeste em Taió, não engoliram o argumento da Defesa Civil de Santa Catarina, que fechou as comportas da Barragem para formar um lago artificial. Os produtores de arroz, que ficam a jusante da Barragem dizem que o nível do rio Itajaí do Oeste, está muito abaixo no normal. Com isso, as bombas de captação de água, não alcançam o leito do rio .

Em entrevista à Rádio Taió FM, o rizicultor Joaquim Moratelli disse que nem nos períodos de seca, o rio ficava tão baixo. “Poderiam ao menos deixar uma comporta aberta, para manter o fluxo normal de água no rio, assim, não prejudicaria ninguém”.  O vereador Jair Alberto das Neves, o Jinho, do PP cobrou a falta de entendimento entre a Defesa Civil Estadual, que não repassa as informações à Defesa Civil Municipal.

“A Barragem está dentro do nosso município, a população deveria saber esse tipo de manobra com antecedência. A comunicação continua falha.”, disse o vereador. Jinho também questionou a informação de que a barragem de Taió, também foi concebida para reservatório de água na estiagem. “A obra foi feita para conter as cheias, todo mundo sabe, essa justificativa de usar a água para irrigação é um absurdo”.

No vídeo, um rizicultor mostra a situação do rio>

.

 

Comentários