Motorista embriagado e sem CNH dirigia ônibus escolar  em Taió

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Militar prendeu um motorista da secretaria de Educação do Município de Taió, quando conduzia o veículo de trabalho na rua Gentil Andriolli, no Bairro Victor Konder, em Taió, no final da tarde de hoje.  O condutor, Marcos Vignola não estava portando a CNH na hora da abordagem,dos policiais e não passou no teste do bafômetro.

Segundo relatos de motoristas, a Secretaria de Educação já estava ciente de que o motorista trabalha sob efeito do alcool, a situação, mas foi uma denúncia anônima que fez com que a Polícia Militar a flagrar o motorista embriagado, conduzindo o veículo lotado de alunos.  

Ao realizar o primeiro teste, o resultado foi de 0,51 mg/l e 0,46mg/l e na contra prova 0.46 mg/l e 0,42 mg/l. Caracterizando além de infração de trânsito artigo 165 do código de trânsito Brasileiro e também como crime de trânsito artigo 306, que é dirigir sob a influência de álcool, em nível superior a seis decigramas por litro de sangue.

Diante dos fatos, Vignola foi conduzido para a  Delegacia de Polícia de Rio do Sul onde pagou fiança de um salário minimo e  foi liberado. O secretário de Educação do município, João Tadeu Corrêa, confirmou que já havia recebido denúncias de que o motorista estaria com prolemas com bebidas alcoólicas ofereceu ajuda e ao servidor público.

“Depois que recebemos a denúncia, fomos conversar com ele, mas ele negou que estava usando bebida alcoólica durante o expediente”, relatou o secretário ao Jornal Diário do Alto Vale.

 

O motorista foi afastado da atividade e deverá realizar apenas trabalhos internos. Um inquérito administrativo será instaurado pelo município para decidir o que será feito. “Acabamos sabendo desse problema por terceiros, ele não exercerá mais a função de motorista e a proposta de tratamento vai ser reiterada”, explicou o secretário.

 

Comentários