Roda gigante será nova atração turística de SC

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Na última segunda-feira (15), o projeto de construção de uma roda-gigante de 65 metros de altura em Balneário Camboriú foi aprovado em audiência pública promovida pela prefeitura da cidade, por meio da Secretaria de Planejamento. Segundo reportagem da Gazeta do Povo, o atrativo, de autoria da empresa privada Big Wheel S.A., ficará nas proximidades da Praia do Coco, entre a Praia Central e a Praia Brava, e será a maior roda-gigante da América do Sul. A instalação vai contar ainda com um parque, trilhas e mirantes.

A proposta foi aprovada pelo Conselho da Cidade no último mês de novembro. Agora, o projeto de lei (PL) que propõe a alteração da Lei Municipal nº 2794/2008, referente à urbanização do município, será encaminhado para a Câmara de Vereadores. De acordo com informações da Câmara, outras duas consultas à sociedade serão feitas na quinta-feira (18), quando será apresentado o PL de alteração da legislação, e na sexta-feira (19), quando será mostrado o PL que traz uma regulamentação para o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV).

A previsão é iniciar as obras neste ano e concluí-las em março de 2019. O investimento previsto pela empresa, dos empresários Ricardo e Cícero Fiedler, e Erondi Roveda, é de R$ 40 milhões. A ideia foi inspirada na famosa London Eye, na Inglaterra, que funciona também durante a noite. A roda gigante de Balneário Camboriú terá 32 cabines climatizadas, com vista panorâmica da orla, e ingressos entre R$ 20 e R$ 30 por pessoa.

Por ser em uma encosta, que tem restrições para construção, a área sofre com erosão e descarte irregular de lixo e poluentes. Por isso, os proprietários querem incluir no pacote das obras a recuperação e preservação da área.

 

 

BIG WHEEL – BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Veja o vídeo do projeto da Big Wheel – A Roda Gigante de Balneário Camboriú.

Altura: 65 metros. Cabines: 32. Capacidade das cabines: 6 a 8 passageiros. Duração da rotação: 18 minutos. Funcionamento: o ano todo com horário a definir, podendo ser também atração noturna.

Capacidade máxima de atendimento: 8000 visitantes/dia. Estrutura: em aço naval com tratamento anticorrosivo, suporta ventos até 210km/h. Investimento: R$ 40 milhões. Empregos criados: 40 diretos e 40 indiretos.

 

 

 

 

 

Comentários