PT do Alto Vale organiza caravana para apoiar Lula

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Brasil vive um dos momentos mais conturbados na história da política nacional. Em ano eleitoral os ânimos estão cada vez mais a flor da pele. A população permanece indignada e paralisada com os escândalos políticos.

O que está em pauta é o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que foi condenado em julho de 2016 na 13ª Vara Federal de Curitiba pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e meio de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A decisão pode ser mantida ou revogada em segunda instância e o julgamento está marcado para o dia 24, às 8h30m, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) em Porto Alegre e será realizado por três desembargadores.

Aqui no Alto Vale o Partido dos Trabalhadores (PT), organizou uma comissão para mobilizar a participação e protesto na capital gaúcha. A comissão conta com oito membros, entre lideranças do partido e outros movimentos sociais e populares. Entre os membros, o ex-prefeito de Agrolândia José Constante, o prefeito de Rio do Campo Rodrigo Preis, o vice-prefeito de Vitor Meireles Ivanor Boing e o ex-vice-prefeito de Rio do Sul, Jean de Liz.

Um ônibus com 44 lugares sairá da frente da Catedral de Rio do Sul no dia 22, às 20h, em direção a Porto Alegre, onde acontece o julgamento e está previsto um ato de protesto popular à favor do ex-presidente. O retorno será no dia 24 assim que terminar o julgamento e os atos.

O Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina fará a viabilização dos custos do ônibus, e o PT Alto Vale ficou com a organização da mobilização da população. As despesas com alimentação serão de responsabilidade pessoais dos interessados em participar.

Na segunda-feira (15), membros da comissão em Alfredo Wagner se reuniram e decidiram ir com um ônibus próprio, atendendo a demanda de pessoas daquela região para participar.

“O PT do Alto Vale está organizando uma caravana de apoio ao Lula e à democracia. Pois é visível que a acusação é totalmente de cunho político sem a presença de provas é confirmado que o Triplex não é e nunca foi de Lula, inclusive está penhorado a credora empresa OAS. Deixem que o povo decida se Lula será ou não novamente o Presidente da República”, declarou José Constante, coordenador do PT Alto Vale e um dos organizadores da caravana.

Para Aurio Gislon, um dos membros da comissão, o ato tem grande importância para a democracia no país. “A eleição no Brasil sem Lula é uma fraude. Toda essa ação jurídica que acontece no país tem um alvo, que é impedir o retorno da esquerda ao governo. Não faltam provas que a quadrilha que assumiu o governo está tentando se manter no poder a qualquer custo. E fere a democracia do país”,completou.

Segundo ele, o julgamento será crucial para a corrida eleitoral desse ano. “O governo Michel Temer tem repercutido uma visão negativa aos brasileiros”, comentou.

Segundo o Ibope a taxa de rejeição do governo chegou a 92%, que não confiavam na gestão do presidente Michel Temer. Lula aparece na frente das pesquisas em todos os cenários.

“A gente pede que a população fique vigilante para que não exista uma injustiça histórica no país com a prisão de Lula contra uma liderança que já fez história e que pode continuar fazendo” disse Aurio.

No dia 23 o evento prevê a concentração a partir das 8h, em frente ao TRF 4 em Porto Alegre, com a programação com início às 9h30. Quem tiver interesse em participar pode entrar em contato com o coordenador do partido do Alto Vale, José Constante (47) 989158705.

O caso Triplex:

Lula é acusado de ter recebido propina da OAS, por meio do tríplex no Guarujá (SP), e no depósito do acervo presidencial, em troca de favorecimentos à construtora em contratos com a Petrobras. A acusação é do ex-presidente da construtora José Adelmário Pinheiro Filho.

TEXTO: Susana Lima/ Diário do Alto Vale

Comentários