Ameça de bomba e fogo na Câmara dos Deputados

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Um princípio de incêndio foi registrado  por volta das 6h30 da manhã desta quinta-feira, 25/01, no plenário da Câmara dos Deputados.

O incêndio foi identificado rapidamente pelo plantonista do Departamento Técnico da Casa que acionou o plantão da Brigada de Incêndio da Câmara e o fogo foi debelado em menos de cinco minutos.

O Corpo de Bombeiros do DF realizou uma perícia ainda no início da manhã e constatou que houve um curto-circuito em uma das luminárias do teto do Plenário. Fragmentos incandescentes caíram sobre as poltronas, provocando o fogo em quatro delas.

A Imprensa não teve acesso ao local, mas pelas fotos divulgadas,  o incêndio foi pequeno e atingiu as cadeiras dos parlamentares.

O plenário está neste momento interditado pela Polícia Legislativa, assim como também o acesso ao Comitê de Imprensa e o Salão Verde, que ficam ao lado onde ocorrem as sessões de discussão e votação na Câmara.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, o local foi isolado e, nesta tarde, a Polícia Civil do Distrito Federal fará uma nova perícia, seguindo procedimento de praxe, mas está tudo sob controle.

Também hoje, está sendo investigado a ameaça de bomba no Museu da República. De acordo com o G1, o Esquadrão de Bombas da Polícia Militar do DF foi acionado por volta das 8h e encontrou no local um artefato composto por 10 cilindros plásticos interligados por fios.

O objeto foi analisado por um robô com tecnologia de raios X e um drone do esquadrão. Ainda não foram divulgadas informações a respeito da presença ou não de pólvora. O local onde a bomba suspeita foi encontrada fica a cerca de 2km do Congresso Nacional e a menos de 700m da Rodoviária do Plano Piloto.

 

 

Comentários