Ceja em Pouso Redondo matricula 50 Haitianos

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Unidade Descentralizada (UD), de Pouso Redondo, coordenada pelo Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja), de Taió, está oferecendo aulas de alfabetização, para 51 haitianos residentes no município.

A diretora do Ceja, Kelly Mara Maestri disse que os haitianos vieram ao país em busca de emprego. “Eles querem trabalhar para melhorar a qualidade de vida. Na escola vão adquirir conhecimento e na convivência com eles, teremos um aprendizado cultural muito grande”, destacou.

Conforme a diretora da unidade de Pouso Redondo, Lucimara Sardo, uma turma com 16 alunos haitianos estuda no período matutino e outra com 36 no período noturno. “A grande maioria já está trabalhando em um frigorífico na cidade, que os incentivou a estudar e aprender a Língua Portuguesa para facilitar a comunicação. Os haitianos falam Francês, Espanhol e o Kreyòl, a língua oficial, por isso estamos oferecendo turmas específicas de alfabetização”, explicou. Na unidade estudam ainda, mais 60 alunos.

O gerente de Educação de Taió, Moacir de Melo disse que as Unidades Descentralizadas funcionam por meio de parceria. “A Secretaria de Estado da Educação (SED), fornece o material pedagógico, a merenda e os professores. Em Pouso Redondo, a prefeitura cede o espaço físico, servente e diretora”. A unidade do município está localizada na comunidade de Rio das Pombas, no Centro de Eventos Herança Tropeira.

 

Atualmente, o Ceja e as quatro UDs da Regional (Pouso Redondo, Santa Terezinha, Salete e Rio do Campo) possuem 340 alunos matriculados. São ofertadas oportunidades de formação no Ensino Fundamental e Médio para alunos acima de 15 anos, que não puderam estudar na época certa. Para se matricular é preciso apresentar documento de identificação e comprovante de residência.

 

Comentários