Taioense vai assumir prefeitura de Blumenau

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O vice-prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (PSB) vai assumir em definitivo a prefeitura da maior cidade do Vale do Itajaí amanhã, dia 05 de abril . O evento será no Teatro Carlos Gomes em Blumenau. Antes da posse, o prefeito e colega, Napoleão Bernardes (PSDB) vai renunciar ao cargo com a intenção de disputar as eleições de 2018.

Hildebrandt  terá dois anos e meio de mandato como prefeito e poderá, inclusive, disputar a reeleição em 2020. Nas entrevistas,  o taioense (nasceu em Mirim Doce em 1969, quando a cidade era distrito de Taió) sempre faz questão de lembrar das origens e como foi sua receptividade quando chegou em Blumenau. “Eu fui adotado por esta cidade”. 

Ele será o quinto prefeito em exercício de mandato que nasceu em Taió. Além do prefeito de Taió, Almir Reni Guski, nasceram taioenses, os prefeitos de Pouso Redondo, Oscar Gutz, de Mirim Doce, Sérginho Paizan,  e a prefeita de Salete, Solange Schlichting (Chica). O novo prefeito vem se preparando para assumir a cidade, desde o início da gestão, ela participa ativamente das tomadas de decisões junto com Napoleão. 

Mário Hildebrandt saiu de Taió no final dos anos 90 para estudar e trabalhar, seus pais ainda residem na cidade. É casado e pai de duas filhas,  Administrador, Assistente Social pela Furb – Universidade Regional de Blumenau e pós-graduado em Contabilidade pela FGV – Fundação Getúlio Vargas.

Em 1994 começou seu trabalho no Cerene – Centro de Recuperação Nova Esperança, primeiro como voluntário, depois como funcionário, onde lutou por 12 anos na recuperação de vidas afetadas pelas drogas.

Esteve à frente da Secretaria Municipal Assistência Social desde 2005 onde criou programas e serviços.

Em 25 de Novembro 2008, o prefeito João Paulo Kleinübing declarou estado de calamidade pública por conta da catástrofe natural, e Hildebrandt teve como desafio a implantação e acompanhamento de 64 abrigos para mais de cinco mil pessoas e as conduziu, posteriormente, às Moradias Provisórias, finalizando este processo com a entrega de 1.824 unidades através do programa Minha Casa, Minha Vida.

Durante o segundo mandato de vereador, destacou-se na implantação de Leis precursoras como a Lei das Doulas, que autoriza a presença das doulas durante os partos; e a Lei complementar Nº 902, que regula a instalação de hidrômetros individuais nos residenciais de programas habitacionais, garantindo assim a individualização das faturas e o acesso à Tarifa Social. Entre uma série de outras ações, projetos e requerimentos e indicações.

Em outubro de 2016 foi eleito vice-prefeito de Blumenau com 104.535 votos ao lado do prefeito reeleito Napoleão Bernardes.

FUNÇÕES PÚBLICAS

– Conselheiro Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Catarina em 2003
– Secretário Municipal da Assistência Social, da Criança e do Adolescente de 2005 até 2012
– Presidente da Fundação Blumenauense de Amparo à Família – Pró-Família de Blumenau de agosto de 2006 até 2008
– Presidente do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado de Santa Catarina – Coegemas/SC, de 2005 até 2008 e de 2009 até 2011
– Vereador eleito por 3.787 votos em Blumenau de 2009 até 2012
– Vereador eleito por 5.482 votos em Blumenau de 2013 até 2016
– Presidente da Câmara Municipal de 2015 até 2016
– Vice-prefeito de Blumenau para o mandato de 2017 até 2020.

– *Prefeito de Blumenau de 2017 em 05 de abril de 2018 até 31 de dezembro de 2020

 

Alexandre Salvador

 

 

 

tem pr

Comentários