Foco do Aedes Aegypti é encontrado em Ituporanga

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Foram encontradas na semana passada em Ituporanga, larvas do mosquito Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, no bairro Centro, às margens da Rua Leonel Thiesen. Apesar do município possuir pouco mais de 50 armadilhas espalhadas em todos os bairros, o foco foi encontrado durante uma vistoria realizada pela equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, dentro de um pneu com água parada.

De acordo com a agente de endemias do Município, Marisol Batisti Stuepp, Ituporanga tem um agravante que é a rodovia com passagem de caminhões vindos de várias regiões do estado e país, que podem trazer as larvas do mosquito. “Existem alguns locais onde intensificamos a fiscalização, mas precisamos muito da ação da população no combate”, comentou.

Após o resultado da análise feita em laboratório pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) de Santa Catarina, a equipe de Ituporanga iniciou o processo de Delimitação de Foco (DF), em que é traçado um perímetro de 300 metros para todos os lados partindo do foco encontrado e espalhado larvicida.

“Com o trabalho realizado pela nossa Vigilância é possível identificar o foco a tempo e combater. A equipe está preparada e sempre atuante, realizando um trabalho ágil e competente”, comentou o secretário de Saúde de Ituporanga, José Carlos de Farias.

A prevenção é a única arma contra a doença.

 A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Comentários