Rio do Oeste vai revitalizar prédio do antigo cinema.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Entre a praça Victorio Lenzi e a praça dos Pioneiros, bem no Centro de Rio do Oeste, está localizado um prédio histórico, construído há mais de 60 anos. Nessa estrutura, na década de 1950, funcionava o cinema. “Nesse período eu frequentava o seminário de Rio do Oeste, e ainda lembro bem do tempo do cinema. Um dos filmes em cartaz na época, que fazia muito sucesso, era o Gordo e o Magro”, destaca o professor Luiz Paterno.

Tendo a preservação do patrimônio histórico entre as prioridades de trabalho, a Prefeitura vai investir na revitalização do prédio. Para isso, neste mês foram liberados R$ 250 mil pelo Ministério do Turismo, por intermédio do deputado Rogério Peninha Mendonça. “A licitação para definir qual empresa será responsável pela obra deve ocorrer em maio. Se tudo der certo com o processo licitatório, em junho o projeto começa a sair do papel”, explica o prefeito Humberto Pessatti.

Depois de pronto, o local será o endereço do Museu da Colonização com Bateiras. “A ideia é usar as bateiras para fazer a exposição dos objetos antigos, mas os detalhes serão divulgados em breve. Nosso objetivo é fazer com que as futuras gerações possam ter acesso a um acervo rico em detalhes, voltado, principalmente, à colonização e à emancipação político-administrativa da nossa cidade”, observa Pessatti.

A comunidade poderá contribuir, disponibilizando materiais, como fotos e peças antigas, que remetem à história de crescimento e progresso de Rio do Oeste.

Comentários