Canal de usina se rompe e alaga propriedade em Taió

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

 

Uma propriedade, no interior de Taió, foi atingida no início da tarde deste sábado, 23/02, ao ser atingida pela água que desceu de um canal que se rompeu. Ninguém se feriu, o morador, quando escutou a ruptura do canal de concreto armado sai às pressas para salvar os familiares.

Havia cinco moradores na casa, que conseguiram sair antes do alagamento. Além da casa, a água invadiu um galpão com equipamentos agrícolas, estoque de grãos, e  veículo da família e alguns animais da propriedade.

A propriedade na localidade de Ribeirão das Pedras, é a única que fica abaixo de um canal extravasor que leva a uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH), no distrito de  Passo Manso. Equipes da Defesa Civil e Bombeiros foram acionados para atender a ocorrência. O proprietário da empresa Heidrich & Heidrich Ltda, também esteve no local e disponibilizou toda a logística necessária para atendimentos imediatos.

Em nota, empresa informou que já constituiu equipe multidisciplinar, envolvendo especialistas da engenharia civil e ambiental, para mensuração dos danos causados e das razões do incidente e das providências cabíveis e, que se colocou a disposição da Defesa Civil de Taió.

 

Nota de Esclarecimento

A Heidrich & Heidrich Ltda informa que lamenta o incidente havido com o canal adutor da usina, na Localidade de Passo Manso.

Informa que está com equipe de trabalhos no local para apoio e atenção à família, cuja propriedade foi alagada.

O proprietário da empresa esteve no local e, em conversa com um representante da família, disponibilizou toda a logística necessária para atendimentos imediatos, inclusive, convidou toda a família, caso deseje, a hospedar-se em hotel na cidade, até que os serviços de limpeza se completem. Nas mesmas tratativas, o empresário agendou, para próxima segunda, reunião com o representante familiar para tratar da reparação dos danos.

A Heidrich informa ainda, que já constituiu equipe multidisciplinar, envolvendo especialistas da engenharia civil e ambiental, para levantamentos dos danos causados, das razões do incidente e das providências cabíveis e, que se colocou a disposição da Defesa Civil de Taió.

A Diretoria.

 

 

Comentários