Operação investiga crimes de sonegação fiscal em indústrias moveleiras

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp


A Polícia Civil realizou na manhã de terça-feira, 19, diligências em cidades do Alto Vale do Itajaí, em investigação que há dois meses apura crimes de sonegação fiscal. A ação foi coordenada pela DFAZ (Divisão de Crimes Fazendários), braço investigativo de DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) que funciona desde janeiro deste ano e é comandada pelo delegado Pedro Mendes.

A operação teve o apoio de agentes da DIC de Rio do Sul (Divisão de Investigação Criminal), Delegacia de Taió, IGP (Instituto Geral de Perícias) e Secretaria de Estado da Fazenda.

A DFAZ cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em empresas do ramo moveleiro da região de Rio do Sul e residência dos sócios, com o intuito de apurar crimes de sonegação fiscal, falsificação de documentos e falsidade ideológica.

Durante as buscas foram apreendidos diversos documentos bem como a quantia de R$ 11 mil em espécie. O total da sonegação será calculado com a análise dos documentos, dando sequência ao inquérito policial.


Comentários