Delegado é afastado de forma preventiva em ação de improbidade administrativa

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Delegado Regional de Polícia de Mafra, Rafaello Ross, foi afastado da função de forma preventiva a fim de evitar prejuízo à produção de provas no curso do processo por ato de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Ross e dois agentes penitenciários respondem a ação civil por desvio de uma máquina Jukebok apreendida em ação policial.

A decisão liminar pelo afastamento foi deferida pela Justiça em razão das evidências de que o Delegado vem se utilizando da função para atrapalhar o curso do processo e pressionar testemunhas desde que começou a ser investigado.

A máquina, que estava na sala de investigação da Delegacia da comarca, foi desviada em março de 2017 para o agente Feliciano usar em seu salão de festas. O equipamento permaneceu lá por dois anos, até que, em 31 de janeiro de 2019, foi recuperado. Para o MPSC, o Delegado e os dois agentes penitenciários também devem responder por enriquecimento ilícito.

Comentários