PSL de Taió emite nota sobre exoneração na Gered

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O diretório do Partido Social Liberal de de Taió, emitiu nota depois da grande repercussão de reportagem na Rádio Taió FM, e do portal de notícias, AltoValeAgora.Com. A reportagem abordou a troca de cargos e desentendimentos entre as chefias e subordinados na  Gerências de Educação de Taió, Rio do Sul e Ibirama.

A nota tenta desqualificar a informação jornalistica e omite que a reportagem entrou em contato com  o presidente do PSL de Taió e com a diretora da Gered, Nadir Ângelo da Silva,  e que ambos não responderam aos questionamentos. A Nota, também não confirma se ouve ou não  um Boletim de Ocorrência na Polícia, registrado por um integrante histórico do MDB contra um membro do diretório do PSL. Ressaltamos ainda, que, tudo o que foi dito ou escrito está amparado em provas e depoimentos, como prega o bom jornalismo. Segue a nota na íntegra:

Nota do PSL de Taió

Nos últimos dias houve a repercussão de uma matéria veiculada pela Rádio Comunitária de Taió, denominada Taió FM, no site Alto Vale Agora onde há a leviana acusação de que o Presidente do Partido local e um dos membros da nossa Executiva estariam promovendo perseguições contra membros do MDB, além de tentar associar a exoneração de uma servidora da Gerência de Educação de Rio do Sul a essa mesma perseguição inexistente.

O que ocorre, na verdade, é a mudança normal da equipe do comando nos diversos setoriais do Governo do Estado, fruto do anseio pela mudança oriunda das urnas.

É bom que se diga que, no caso específico da área de educação envolvendo os servidores estaduais na antiga Gered de Taió, alguns que são ligados ao MDB e ocuparam cargos por muitos anos estão inconformados com as indicações feitas pelo PSL, as quais são – naturalmente – focadas nas pessoas que têm identidade com o novo Governo e no perfil técnico exigido para cada função.

Lembremos que algumas pessoas inconformadas e que hoje reclamam de nossas indicações estavam no lado oposto ao PSL nas eleições e, durante o período de transição resolveram tentar demonstrar que apoiavam o Governador e Presidente da República eleitos, o que era inverídico e muitas imagens provavam o contrário. Seria bom que as pessoas tivessem a decência de assumir suas posições políticas e as consequências de suas escolhas ao invés de tentarem enganar e “mudar de lado” de modo circunstancial. A política exige a defesa de ideologias partidárias firmes e a tentativa de mudar de lado após o resultado das urnas é uma das mais baixas atitudes de um ser humano. Tudo para que sejam mantidos nos cargos, sem qualquer identidade com o novo Governo.

Vale dizer que a população catarinense confiou na mudança e ela está sendo feita. Nesse sentido, não fazia o menor cabimento pessoas que estão há quase uma década na direção das antigas ADR’s permanecerem nos cargos, que não são e nunca foram de sua propriedade.

Sendo assim, o PSL de Taió não promoveu perseguição a quem quer que seja e mantém ótima relação com o MDB e todos os outros partidos, excluídos os de viés claramente esquerdista.

Reiteramos nosso profundo respeito ao MDB, seus dirigentes, com os quais temos relações extremamente cordiais e repudiamos a matéria sensacionalista desse veículo de comunicação que, há muito, vem prestando verdadeiro desserviço à comunidade taioense.

Taió, 20 de abril de 2019.

Marco Vinicius Pereira de Carvalho – Presidente do Partido Social Liberal – Diretório de Taió/SC

Comentários