Rio do Sul vai pagar R$ 55 milhões, caso rompa contrato com a CASAN

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Prefeitura de Rio do Sul vai pagar R$ 55 milhões, caso rompa contrato com a CASAN

O desejo de um possível rompimento de contrato da Prefeitura de Rio do Sul com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), vai custar caro ao contribuinte. A Casan se manifestou afirmando que os problemas em ruas da cidade que estariam motivando a discussão, seriam causados pela própria Administração Municipal que não estaria cumprindo sua parte em um acordo firmado há mais de seis anos.

O superintendente Regional da Casan, Rangel Barbosa, falou sobre o assunto ao Jornal Diário do Alto Vale e afirmou que um contrato com a Prefeitura foi firmado em 2012 e uma atualização deveria ter sido oficializada em 2016, mas isso não aconteceu. De acordo com o superintendente, o contrato deixa claro que todos os bens que a Casan possui no município em forma de ativos financeiros, que hoje correspondem a cerca de R$ 55 milhões, precisam ser indenizados caso a municipalização da água fosse concretizada.

Comentários