Vereadores de Taió aprovam proposta de acabar com as diárias na Câmara

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A próxima viagem custeada pela Câmara de Vereadores de Taió não será mais paga de acordo com uma tabela pré- fixada de valores. A iniciativa de acabar com o valor fixo das diárias, do vereador Valdecir João da Cruz, o Capilé, chegou sem resistências ao plenário da Câmara depois de passar nas comissões. Com um total de oito artigos, o texto aprovado por unanimidade, também trata de indenização a quem utilizar veículo próprio ou de terceiros, por força das atribuições do cargo.

A nova regra para diárias, que, na prática, será o ressarcimento de gastos mediante apresentação de documentos fiscais. Assim, quanto autorizados, os vereadores ou servidores do legislativo municipal que participarem de um curso, por exemplo, precisarão comprovar gastos com alimentação, pousada, transporte e telefone, entre outros. Antes, uma viagem a um congresso em Brasília, por exemplo, tinha uma diária pré-fixada em R$ 999,38. A menor diária estava prevista para uma viagem de até 100 km da sede, na ordem de R$ 266,46, e a maior, um deslocamento internacional, custava um fixo de R$ 1499,10.

Comentários