“MDB era dirigido por membros de uma quadrilha”

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (MDB), falou esta tarde sobre a prisão do ex-presidente Michel Temer, decretada pelo juiz federal Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro, por ilícitos praticados na construção da Usina de Angra-3, no litoral carioca.

Ressaltou, de início, que sua relação com Temer “era meramente institucional e partidária”.  O ex-presidente esteve em Florianópolis pedindo votos para o MDB na campanha de Gean Loureiro.

O prefeito voltou a criticar a conduta da direção nacional do partido, dizendo que também se sente desconfortável.  A prisão de Temer só agrava a situação.  Ele vai reavaliar as consequências e admite estudar alternativas de seu futuro partidário.

— O problema é que a direção nacional do MDB era integrada por lideranças que formavam uma verdadeira quadrilha.  Por isso, há muito tempo que venho defendendo uma completa renovação partidária – completou Loureiro.

Comentários