Contratos entre Ituporanga e a Celesc são questionados

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A suspeita de que o dinheiro arrecadado com a taxa de iluminação pública em Ituporanga estaria sendo aplicado pela administração municipal em loteamentos particulares voltou à pauta de discussão dos vereadores. Um requerimento será encaminhado ao prefeito Osni Francisco de Fragas (Lorinho) solicitando documentos constantes nos arquivos da municipalidade referentes a contratos e serviços firmados com a Celesc desde janeiro de 2017.

Ele querem saber a relação de todos os projetos, obras e ações custeados com recursos da COSIP, apresentando toda a documentação comprobatória das atividades, indicando local da execução, valores, solicitante, empresa responsável pela execução, períodos nos quais foram realizados as atividades e que tipo de ação foi executada. Além disso, os vereadores pediram os projetos de extensão da rede elétrica solicitados pelo Município de Ituporanga à Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. (CELESC), e por particulares por intermédio do Município, e a localização de obras e serviços autorizados pelo Município de Ituporanga e pagos diretamente com desconto pela conta da COSIP.

Comentários