Comandante da PM é afastado por ter acobertado atos de indisciplina

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Ten Coronel Maurício Silveira foi afastado das funções de comando do Grupamento de Choque da Polícia Militar, a pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que o denunciou pelos crimes militares de prevaricação e condescendência criminosa por ter deixado de tomar providências em relação a condutas ilegais de seus subordinados. Na ação, os Promotores de Justiça relatam que o Ten Coronel tomou conhecimento de que quatro Policiais Militares teriam cometido infrações no exercício do cargo e não tomou as providências que seriam de sua responsabilidade.

Sem ordem de seus superiores, policiais militares criaram um grupo para investigar um traficante que foi assassinado. Três dos policiais ingressaram clandestinamente no apartamento do investigado depois do crime. Para o MP,  o Ten Coronel a teve conhecimento dos fatos e deixou de tomar os procedimentos administrativos e criminais cabíveis, já que, supostamente, a conduta dos policiais foi uma grave violação da disciplina e hierarquia militar.

Comentários