Hobus defende produtores de banana

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Hobus defende produtores de banana e contra lei que proíbe pulverização aérea

Produtores de banana catarinenses acompanharam de perto o debate sobre a proibição da pulverização aérea na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Projeto de lei que pedia o fim desse tipo de técnica no Estado recebeu parecer contrário do deputado e relator Milton Hobus (PSD), decisão que tranquilizou os bananicultores. Segundo o parlamentar, a proposta é inconstitucional porque afronta normas da Constituição Federal, além de colocar em risco a sobrevivência econômica de milhares de produtores. Santa Catarina tem hoje 3,4 mil famílias que vivem da bananicultura.

“O caso da banana no Estado, que exporta 80% do que produz, não sobrevive sem a aplicação de algum defensivo agrícola. Há pragas que é preciso pulverizar cinco vezes ao ano. Imagina o produtor com aquela bombinha tendo que passar em cada pé. Muitos agricultores morriam por isso”, afirma Hobus. Ele defendeu ainda o uso da tecnologia, do aprimoramento da agricultura e da eficiência da produtividade, citando estudo que utiliza drones para pulverização aérea.

Comentários