Comarca de Taió zera fila de processos

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A comarca de Taió, que abrange também as cidades de Mirim Doce e Salete, conseguiu zerar, nesta semana, o número de processos conclusos para sentença. Na tarde da última quarta-feira (29/04), quando se registrou o feito, estavam em andamento 4.943 processos, com 83 conclusos para despacho e decisão e nenhum para sentença.

Isso foi possível, segundo avaliação da equipe, graças ao trabalho em home office, pois devido a pandemia os servidores não realizaram atendimento presencial ao público nem audiências, suspensas por determinação estadual.

Desde de 18 de março, registrou-se uma média diária de 62 minutas por dia, com 1.495 despachos e decisões e 246 sentenças. Em julho de 2018, quando o juiz Jean Everton da Costa chegou na comarca, havia sete mil processo em andamento e mais de três mil processos conclusos.

“Em meio a essa crise mundial, o Judiciário se une para manter a prestação de serviços adequados ao jurisdicionado. Não sendo diferente em Taió. Com a assessoria sempre comprometida, conseguimos dar vazão ao passivo e zerar a conclusão para sentença. Só tenho a agradecer a todos pelo empenho extraordinário“, disse o magistrado

O Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) destaca o trabalho de magistrados, servidores e colaboradores, que rapidamente adaptaram suas formas de trabalho e converteram as atividades presenciais em home office. A união de esforços refletiu no aumento de produtividade.

Apenas no primeiro grau, a partir da segunda quinzena de março, foram proferidas mais de 400 mil sentenças, decisões e despachos, e realizadas 840 audiências – os servidores produziram mais de 5 milhões e 500 mil atos nesse período.

Dr. Jean Everton da Costa
Comentários