Macaco de Ibirama morreu de Febre Amarela

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Vigilância Regional de Saúde de Santa Catarina, divulgou ontem o resultado da coleta de material realizada em um macaco da espécie Bugio, encontrado morto no bairro Taquaras, no início do mês de abril. O resultado deu positivo para o vírus da Febre Amarela, o que indica que Ibirama está na área de risco de contaminação.

De acordo com o coordenador do Departamento de Vigilância em Saúde de Ibirama, Rafael Reinicke, a Febre Amarela é uma doença que pode levar a morte, porém, é importante frisar que existem vacinas disponíveis gratuitamente na rede de Atenção Básica de Saúde de Ibirama.

“Estamos em uma época de pandemia causada pelo novo Coronavírus, onde muitas pessoas estão assustadas com a disseminação do vírus. Porém, não podemos esquecer que a Febre Amarela também mata, e já que existe vacina disponível, é fundamental que todos se imunizem”, frisou.

Os primatas não são transmissores do vírus da Febre Amarela, pois também são vítimas da doença. A disseminação ocorre por fêmeas de mosquitos, encontrados em áreas de mata.

 

Comentários