Troca no comando do Hospital de Ibirama

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Silvana Leite da Costa assumiu a diretoria do Hospital Dr. Waldomiro Colautti, em Ibirama, no lugar de Roberto Ferrari. No primeiro dia como nova gestora do Hospital, Silvana, que é formada em ciências contábeis e tem especialização em gestão de custos e gestão de hospitais, cumpriu agenda de reuniões em Florianópolis na Secretaria de Estado da Saúde, tratando principalmente de contratos de serviços terceirizados que são fundamentais para a manutenção do atendimento na unidade como tomografia e UTI.

Em entrevista ao Jornal Diário do Alto Vale, ela comentou que esteve oito anos a frente da gerência de administração do hospital e deixou o cargo em junho do ano passado. Agora o trabalho será de continuidade.

“Nosso objetivo é o serviço à população dando a assistência a cada paciente que chega, com segurança, com qualidade e atendendo as demandas da região fazendo com que o hospital continue desempenhando essa função de vital importância para a sociedade que é manter a saúde das pessoas”, ressaltou.

A nova diretora também destacou que sua gestão será participativa ouvindo todos os setores da unidade. “Vamos criar um fluxo de trabalho de forma participativa, mantendo a qualidade e buscando evoluir e ampliar serviços quando for possível, quando estivermos num momento propício para isso”.

Questionada sobre o fato de assumir o cargo num dos momentos mais desafiadores para os gestores da saúde por causa do coronavírus Silvana garantiu que o HDWC está preparado para atender os pacientes com Covid. “O hospital está preparado para atender a demanda que vier. As ações focadas na Covid-19 continuam sendo o foco e existe uma comissão técnica que está em constante diálogo diariamente e tudo segue um protocolo de biossegurança e os protocolos do Ministério da Saúde então na prática seguimos na mesma linha, com a mesma responsabilidade não nos esquecendo dos desafios diários de um hospital que vão muito além do coronavírus pois a saúde não para os atendimentos”, esclareceu.

TEXTO: Helena Marquardt/DAV

 

Roberto Ferrari sai
Comentários