Oficina superfaturava preços de serviços para prefeitura

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A prefeitura de Ituporanga rescindiu o contrato que mantinha com uma oficina mecânica depois de flagrar a empresa na prática de várias irregularidades. “Decidimos pelo rompimento do contrato por considerar que estava havendo prejuízo ao erário. O poder público tem que zelar pelos interesses dos cidadãos”, justificou a secretária de Administração, Lia Caroline Miguel para o Jornal Diário do Alto Vale.

A mecânica de Tramandaí, no Rio Grande do Sul, foi contratada por licitação para prestar serviços de mecânica no maquinário da prefeitura. Em fiscalização realizada pela Secretaria de Administração, constatou-se que a empreiteira realizou, sem autorização, a terceirização de serviços e deixou de apresentar notas fiscais das peças adquiridas para se comprovar se eram originais, genuínas e paralelas.

Além disso, a empresa não obteve licenças exigidas pelo poder público, utilizou peças genuínas ou paralelas e cobrou o preço de peças originais, deixando de conceder os descontos devidos. Houve também flagrante de superfaturamento porque a mecânica apresentou para cobrança valores superiores aos de mercado e superiores ao preço real da aquisição da mercadoria.

Para contratar nova prestadora de serviços mecânicos, a prefeitura está reformulando o edital para publicar nova licitação nos próximos dias.

FONTE: DAV

Comentários