Fraude em máquina de bichos de pelúcia

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Peritos identificaram uma fraude em uma máquina de grua de bichos de pelúcia em Joinville, no Norte do estado. De acordo com o Instituto Geral de Perícias (IGP), o equipamento tinha uma placa eletrônica que permitia configurar as chances de quem joga. Segundo o órgão, a máquina estava programada para fechar a grua somente uma vez a cada 22 jogadas. Isso pode caracterizar jogo de azar.

O IGP divulgou o caso na quarta-feira (19) e foi chamado pela 2ªDelegacia Regional de Polícia na semana passada. A máquina estava em um estabelecimento comercial e foi apreendida pela Polícia Civil em uma operação.

A investigação mostrou que os movimentos da grua eram feitos com motores elétricos e o fechamento das garras ocorria através de tensão aplicada em um eletroimã. Dessa forma, a máquina foi programada para receber tensão suficiente somente uma vez a cada 22 jogadas.

Além desse exame nos componentes do equipamento, o IGP fez testes e concluiu que o sucesso do jogador não depende só da habilidade dele e, por essa razão, pode ser caracterizado o jogo de azar. O laudo do trabalho foi encaminhado à delegacia.

G1 SC

Comentários