Salete recolhe mais de 8 toneladas de lixo eletroeletrônico

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A quinta edição da campanha de coleta de resíduos eletroeletrônicos no município de Salete superou as expectativas dos organizadores. Durante os 25 dias de campanha, foram arrecadados 8.350 quilos de lixo eletroeletrônico, conforme dados divulgados nesta quinta-feira, 01/10. A iniciativa contou com apoio de empresas do município, que fizeram campanhas internas de recolhimento de resíduos entre os colaboradores. A iniciativa visa  conscientizar a população da importância da reciclagem e do cuidado com o meio ambiente. 

Encerrada no último sábado, dia 26/09, com o dia “D”, onde a população pode levar os materiais em frente a Prefeitura de Salete, que arrecadou cinco mil quilos a mais do que em 2019. “Percebemos que as pessoas estão mais conscientes e o engajamento dos moradores na  campanha foi muito bom. A parceria e apoio das entidades envolvidas, contribuiu para o sucesso da campanha”, disse Adenor de Morais, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente do Município de Salete. Neste ano, os organizadores fizeram sorteio de brindes e distribuição de mudas nativas para as pessoas que entregaram resíduo eletroeletrônico.

Foram recolhidos aparelhos de DVDs, FAX, som, vídeo games, controles remotos, celulares, baterias, computadores, geladeira, televisores, monitores,  fornos microondas e demais eletroportáteis sem uso. “Nesta campanha de 2020 percebemos que a população já criou uma consciência sobre como esses resíduos devem ser destinados. Com a frequência da coleta realizada anualmente, a população está guardando esses materiais em casa e esperando a campanha para fazer a destinação correta”, explicou a Engenheira Ambiental Kátia Caroline Pertille.

Kátia  comenta que os equipamentos eletrônicos, nas suas diversas formas, possuem materiais e metais poluentes. “O grande problema desse material eletrônico, é que ele não pode ser destinado junto com o resíduo orgânico que você produz em casa. O que faz com que a população descarte de forma errada, deixando em beiras de estradas, rios ou até mesmo queimando todo esse material”. A Engenheira da Pronatur, comenta que todos os materiais são perigosos, e que os componentes podem poluir o meio ambiente severamente em contato com a água, solo ou se for queimado.

A iniciativa socioambiental foi uma ação da Prefeitura por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Secretaria de Educação, Cultura e Desporto, empresa Pronatur Assessoria Ambiental, com apoio das entidades: Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Rotary Club de Salete, Rotary Club Salete-Geração e a Epagri local. A Empresa Eco Centro Sul de Lages, faz o recolhimento dos resíduos de forma gratuita. 

Comentários